2014/09/30

Seminário Gestão Prisional e o Paradigma da Reintegracao Social



Seminário Gestão Prisional e o Paradigma da Reintegração Social



Governo do Estado do Espírito Santo
Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS)

BRASIL

«O seminário é destinado aos servidores do sistema penitenciário, representantes da sociedade civil, estudantes universitários, pesquisadores e professores da área das ciencias humanas e sociais.

»O objetivo é capacitar os servidores penitenciários, aprimorando suas práticas de trabalho, de acordo com a política de gestão da Sejus, além de aprirnorar a aplicacão da política de humanizaçao e estimular a motivacão dos servidores que atuam no sistema prisional capixaba, para que exerçam um trabalho cada vez mais qualificado e de excelencia. [...]

»Os participantes do seminário Gestão Prisional e o Paradigma da Reintegração Social também poderao conferir uma exposicão de quadros pintados por internos que participam do projeto “Eu Faço Arte”, realizado na Penitenciária Estadual de Vila Velha 11, no complexo do Xuri. .../...»





2014/09/29

«Newsletter L&I» (n.º 23, 2014-09-29)



Quadrinhos (Brasil)

HQ digital feita com 14 telas de equipamentos eletrônicos em sincronia e mobilidade [web] [intro]

Estrelas do jornalismo em quadrinhos participam de feira internacional [web] [intro]

Moki Mioke celebra a relação do Homem com a Natureza através do surrealismo [web] [intro]

Ocupação Laerte, uma grande homenagem do Itaú Cultural a Laerte Coutinho [web] [intro]



Valorização da Natureza (Portugal, África lusófona)

O verdadeiro software do bem estar humano [web] [intro]

Projecto BioRia [web] [intro]

Natural PT, Património vivo [web] [intro]

Bienal de Turismo de Natureza Algarve 2014 [web] [intro]



Gravedad cero

Gravedad cero: «Comenzar y terminar un concierto tocando como quieres que sea el mundo» (Concierto en México DF del trío estadounidense Children of the Light) [web] [intro]

Nissan presenta en México el asiento Gravedad Cero [web] [intro]

Tapiz rodante anti-gravedad Alter-G [web] [intro]

Instrucciones de uso de un aseo en gravedad cero. 2001: una odisea del espacio [web] [intro]



L'art de l'innovation

L’art de la guerre digitale (et de l’innovation) selon Alibaba [web] [intro]

L’art contemporain, vecteur d’innovation dans l’entreprise [web] [intro]

Jugaad : l’art du système D, de l'audace, et d’innover plus vite, mieux, à moindre coût [web] [intro]

Une approche culturelle et artistique innovante du futur métro du Grand Paris [web] [intro]



3D Printing

Printing Challenges for the First 3D Printer Aboard the International Space Station [web] [intro]

Citing demand from small businesses, UPS expands 3D printing [web] [intro]

Japan to develop program for printing 3D maps for the blind [web] [intro]

5 Reasons to Attend European 3D Printing Summit #E3DPS 2015 [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/09/26

Ocupação Laerte, uma grande homenagem do Itaú Cultural a Laerte Coutinho




Ocupação Laerte, uma grande homenagem do Itaú Cultural a Laerte Coutinho



Catraca Livre

BRASIL

«A partir de 20 de setembro, às 12h, o Itaú Cultural realiza uma grande homenagem a esse ícone brasileiro por meio da Ocupação Laerte, uma exposição que reúne mais de dois mil trabalhos feitos pela artista desde a década de 1970. [...]

»Com curadoria de Rafael Coutinho, a "Ocupação Laerte" faz muitas referências à figura do Minotauro - o monstro da mitologia grega que guarda um labirinto inescapável -, tão recorrente na obra da cartunista. Nela, o público percorre um espaço em que vários momentos da carreira se interligam: desde a participação de Laerte no movimento sindical até a mudança de estilo a partir de 2004 e o ativismo LGBT. [...]

»Do alto de seus 63 anos de idade, Laerte já publicou suas tiras e cartuns em veículos de comunicação como Gazeta Mercantil, Folha de São Paulo e Estado de São Paulo, entre outros jornais. Criou nessas mídias dezenas de personagens – entre eles, o Hugo (que se tornou Muriel), os Gatos, o Overman, o Fagundes e o Síndico.

»Durante os 40 anos de produção, é possível perceber uma inventividade surpreendente, uma visão política humanista e um olhar crítico e atento ao cotidiano.»





2014/09/25

Moki Mioke celebra a relação do Homem com a Natureza através do surrealismo




Moki Mioke celebra a relação do Homem com a Natureza através do surrealismo



Marte é para os Fracos
Genival Junior

BRASIL

«A artista alemã Moki Mioke trabalha em diferentes estilos e técnicas, incluindo pinturas surreais, história em quadrinhos, animação, brinquedos e arte performática. Suas pinturas acrílicas são inspiradas em anime japonês de Hayao Miyazaki, bem como belas paisagens do norte cobertas de musgo. Moki Mioke afirma: "A própria natureza é uma arte, e é a coisa mais linda que pode ser criado."

»Mioke tem uma grande paixão pela natureza que expressa através de seu trabalho em sua constante exploração de suas texturas, cenas, e tesouros escondidos. Ela é capaz de encontrar as geleiras mais deslumbrantes e pedras cobertas de musgo verde em absurda abundância, uma homenagem a seu investimento na sua paixão. Suas pinturas mostram como ela percebe a sua relação com a natureza; Confortável e inseparavelmente ligadas como na sensação capturada na pintura de uma mulher que dorme sob um manto de rocha. .../...»


Saiba mais: site de Moki Mioke.





2014/09/24

Estrelas do jornalismo em quadrinhos participam de feira internacional




Estrelas do jornalismo em quadrinhos participam de feira internacional



Clarín
Edição em Português

ARGENTINA

«O chamado festival Comicópolis reúne cartunistas argentinos e estrangeiros. [...]

»O maltês Joe Sacco e o canadense Guy Delisle propõem um sistema narrativo inovador. Eles participam do encontro que termina neste domingo, em Tecnópolis, na província de Buenos Aires. [...]

»O canadense, desenhista de animação e cartunista nascido em Quebec, é um dos pioneiros e maiores expoentes da crônica gráfica, autor de jornais de vivências na China, Coreia do Norte, Birmânia e Jerusalém (seu livro mais recente, editado na Argentina pela editoria Común), consagrado internacionalmente como um flâneur em zonas de conflito. [...]

»O maltês Joe Sacco [...] é considerado como um dos pais fundadores do jornalismo documental em quadrinhos. Suas histórias publicadas em revistas e seus livros Palestina e Notas sobre Gaza, entre outras obras magistrais da correspondência de guerra narrada em quadrinhos, jamais subordinam o rigor e a notícia em primeira mão à tradição lúdica do gênero. Ele concilia ambas as possibilidades em um tom singular que denunciou os abusos israelenses nos territórios ocupados sem se desligar de um imenso potencial de inovação e destreza formal que detonam e bifurcam o esquema de quadrinhos tradicionais. .../...»

Saiba mais: site da Comicópolis.


Imagen: Comicópolis 2014 no Facebook.




2014/09/23

HQ digital feita com 14 telas de equipamentos eletrônicos em sincronia e mobilidade




HQ digital feita com 14 telas de equipamentos eletrônicos em sincronia e mobilidade



Educa Tube
José Antonio Klaes Roig

BRASIL

«O vídeo acima, que descobri via Twitter da amiga Elenara Stein Leitão a partir de postagem do portal do Rodrigo Toledo, e que trata-se de clipe da música Knock Knock (algo como onomatopeia para uma batida numa porta), da banda ucraniana Brunettes Shoot Blondes, que utilizou 14 telas de equipamentos eletrônicos (6 iPhones, 4 iPads, 1 iPod e 3 MacBooks) para contar uma espécie de criativa e original HQ (história em quadrinhos) digital, que ocorre em sequência de uma tela para outra, demonstrando total sintonia, sincronia, convergência e mobilidade entre os aparelhos e os seus usuários.

»Algo que une arte (curta-metragem, música, cinema) com tecnologia de ponta.

»Um exemplo das inúmeras possibilidades de comunicação, interação e criação que tablets, iphones, ipads, notebooks e outros equipamentos eletrônicos podem proporcionar, não apenas na arte, mas na educação e na sociedade, se educadores - pais e/ou professores - possibilitarem que conceitos como mobilidade, portabilidade, convergência, interação, multifuncionalidade, multifocalidade e outros deixem de ser apenas focados em maquinários e passam a ser utilizados - além de teorias progressistas pra práticas conservadoras - junto com usuários, em especial, os alunos, permitindo que tais equipamentos - na maioria proibidos ou usados de forma recreativa no ambiente escolar e familiar possam ser pensados de forma artística, cultural, educativa e social.

»Existem outras tantas possibilidades de utilização de inúmeras funções de smartphones, tablets, notebooks etc serem usados na educação, de forma instrutiva, e basta fazer uma pesquisa no mundo virtual para achar preciosidades como este vídeos e outros mais.

»No vídeo e na reportagem não existe menção das técnicas utilizadas, mas pode-se notar que a animação foi feita em partes, cada uma disponibilizada em um equipamento (tela) para serem sincronizadas e utilizadas numa sequência pré-estabelecida. Uma narrativa visual sem diálogos que bem poderia ter sido feita em stop-motion, via apresentação de slides, depois gravada como arquivo de vídeo e baixada para os equipamentos.

»Independente da maneira como foi feito e de quais softwares e recursos utilizados, o que mais importa neste vídeo é o conceito de mobilidade e convergência entre pessoas e suas telas.»





2014/09/22

«Newsletter L&I» (n.º 22, 2014-09-22)



Inovação e impossíveis (Brasil)

Brasil e África do Sul unirão bases por competitividade no mercado internacional [web] [intro]

O terceiro setor e a sociedade [web] [intro]

Acredite no impossível – a cultura do fracasso [web] [intro]

Fuuzle: Milhões de boletins informativos e feeds RSS disponíveis em tempo real, em 26 idiomas, gratuitamente [web] [intro]



Inovação e impossíveis (Portugal, África lusófona)

Andar a 320 km/h com peças impressas em 3D [web] [intro]

A utopia dos homens livres (Reflexões sobre a liberdade) [web] [intro]

Cambridge capta mais fundos para Inovação que Portugal [web] [intro]

José Ferreira Machado Best Leader Award 2014 na categoria de Administração Pública, Institutos e Universidades [web] [intro]



Innovación e imposibles

Respuestas de innovación con preguntas imposibles [web] [intro]

Lo imposible. Lo inalcanzable [web] [intro]

Formación en ética y participación ciudadana [web] [intro]

Innovación, Disrupción y Nueva Economía [web] [intro]



L'innovation et les impossibles

La méthode Freinet [web] [intro]

Faire de l’innovation avec un petit « i » [web] [intro]

Financement De L’innovation: Chemin De Croix Du Continent Africian [web] [intro]

Précaution, Innovation, Non-régression : une devise impossible pour une société en crise [web] [intro]



Innovation and the impossibles

Rethinking Social Innovation between Invention and Imitation [web] [intro]

Here’s how «disruptive innovation» works in nature: a killing-machine fish has colonized reefs from Venezuela to Rhode Island [web] [intro]

Open Innovation Manifesto [web] [intro]

Why Innovation Eats Strategy for Breakfast [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/09/19

Fuuzle: Milhões de boletins informativos e feeds RSS disponíveis em tempo real, em 26 idiomas, gratuitamente



Fuuzle: Milhões de boletins informativos e feeds RSS disponíveis em tempo real, em 26 idiomas, gratuitamente
via PR Newswire
Brasil


«O mundo digital está cheio de informações, mas não é possível encontrar grande parte destas através dos motores de busca ou apenas após várias horas de navegação meticulosa na Internet. A empresa inovadora Fuuzle preenche esta lacuna. A Fuuzle recolhe e disponibiliza o conteúdo de milhões de boletins informativos e feeds RSS de todo o mundo e converte-os em 26 idiomas para um grau razoável de precisão. Isto envolve informações - muitas vezes de alto interesse - que dificilmente se encontram ou que são impossíveis de encontrar através dos motores de busca. A Fuuzle pretende ter entre 15 e 90 milhões de utilizadores regulares num futuro próximo.»





2014/09/18

Acredite no impossível – a cultura do fracasso



Romero Rodrigues (um dos fundadores do site Buscapé e CEO da holding Buscapé Company): Acredite no impossível – a cultura do fracasso
Prefeitura de Joinville
Brasil


«Para fomentar a inovação na rede de ensino, a Prefeitura de Joinville promoveu nesta sexta-feira (22/8) o lançamento do 5º Fórum de Inovação de Joinville e Região e 2ª Feira de Ciências, Inovação e Tecnologia de Joinville (Fecitej), na Associação Comercial Industrial de Joinville (Acij), às 10 horas. O evento contou com a palestra “Acredite no impossível – a cultura do fracasso”, de um dos fundadores do site Buscapé e CEO da holding Buscapé Company, Romero Rodrigues. O palestrante se reuniu com o prefeito Udo Döhler um pouco antes de iniciar a exposição. A receita de Romero, e dos três amigos que um dia foram estudantes de engenharia na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), é curiosa: fracasso. Para eles, mais importante do que um resultado bem-sucedido é o caminho percorrido, repleto de testes e não vingaram. A percepção fora do comum garantiu que, em 2009, a empresa fosse vendida à sul-africana Naspers, por US$ 342 milhões (mesmo assim Romero Rodrigues continuou a frente dos negócios como CEO da companhia). Romero discorreu sobre a aposta da Buscapé nos talentos, na manutenção da cultura do fracasso e em inovação. Até chegarem ao parâmetro atual, foram se adaptando às constantes mudanças de mercado: de fusões com concorrentes a superação de problemas internos (colaboradores espalhados por diversos escritórios). “Nos Estados Unidos, os executivos adoram compartilhar histórias de fracasso. Aqui, o fracasso significa a 'morte' das empresas”, pontuou. “É preciso inovar para crescer. Mas, inovação necessita de percepção e de envolvimento”, completou.»






2014/09/17

O terceiro setor e a sociedade



Devanildo Damião: O terceiro setor e a sociedade
Diário de Guarulhos
Brasil


«A democracia é um sistema voltado à participação popular nas decisões, envolvendo a representatividade e mobilização da sociedade civil. Afora o aspecto relacionado ao preenchimento das vagas nos poderes Legislativo e Executivo, situa-se a importância do surgimento e manutenção de organizações civis representativas. A Constituição de 1988 impulsionou o surgimento de entidades não governamentais (ONGs), com objetivos específicos e que ofertam benefícios para a sociedade. Sua missão deve ser função do interesse público e da ampliação dos benefícios sociais. Essas entidades não possuem a finalidade econômica, sendo qualificadas desta maneira. E, por gozarem de incentivos, são fiscalizadas com maior acuidade pelos organismos responsáveis. Todavia, é salutar que devem ser bem administradas para manter as atividades, garantindo sustentabilidade política e financeira para contribuir para a formação de uma sociedade justa. Seu papel é de auxiliar o Estado, realizando aquilo que ele não pode ou não quer fazer, dadas as prioridades sob a sua responsabilidade. A miríade de tipos dificulta o entendimento fácil, dado que a abrangência do termo (aquilo que não é nem governo e nem privado) envolve entidades com diferentes finalidades. Também é sensível a natureza dos beneficiários, sendo que algumas são impossíveis de ser sustentáveis na própria atividade. Por exemplo, entidades que cuidam de crianças recolhidas da rua. A proliferação de tais entidades e as falhas na sua fiscalização impactaram por determinado tempo a credibilidade delas, mas é importante separar o joio do trigo e não cometer injustiças.»






2014/09/16

Brasil e África do Sul unirão bases por competitividade no mercado internacional



Brasil e África do Sul unirão bases por competitividade no mercado internacional
Brasil


«Durante a palestra “Brasil-África do Sul: Oportunidades de Parcerias de Desenvolvimento Tecnológico”, o diretor da Armscor lembrou da importância desse tipo de cooperação.“Quando você desenvolve produtos complexos, é preciso entender que é impossível fazer tudo sozinho. Por isso, é importante que dois países, com boas possibilidades, se unam e possam um complementar ao outro. Assim se tornarão mais fortes”, analisou. O chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia Industrial do Ministério da Defesa, general Aderico Mattioli, ressaltou que, nos últimos anos, o setor de inovação tecnológica da África do Sul, assim como o do Brasil, vem crescendo de forma contundente. No entanto, os dois países enfrentam certa dificuldade em transformar em produtos de mercado as tecnologias desenvolvidas no meio acadêmico, já que os países desenvolvidos costumam dominar o setor, sem abrir espaço aos demais. Por isso, destaca o general, é tão importante fomentar cooperações como essa com a África do Sul, para que a inovação tecnológica possa caminhar junto com a produtividade. “É muito difícil colocar capacitação adquirida no mercado. Para romper o espaço ocupado pelos países desenvolvidos, temos que ter competitividade, o que só é possível com inovação e escala de produção e, juntos, podemos conseguir fazer”, disse.»





2014/09/15

«Newsletter L&I» (n.º 21, 2014-09-15)



Ideias e inovações (Brasil)

«Inovação, Ideia ou Invenção?» [web] [intro]

«Inovação social: perspectivas e desafios» [web] [intro]

As Competências dos Inovadores [web] [intro]

Gestão de ideias para inovação: transformando a criatividade em soluções práticas [web] [intro]



Ideias e inovações (Portugal, África lusófona)

S CIS-M – Todos a pensar social – Concurso de Ideias de Inovação Social [web] [intro]

BICMINHO [web] [intro]

Projecto I9Source [web] [intro]

Fóruns de Cidadania da Associação Portuguesa de Criatividade e Inovação (APGICO) [web] [intro]



Ideas e innovaciones

Piensa en Cobre 2015 [web] [intro]

Momento actual de la internacionalización de los servicios financieros tecnológicos (fintech) latinoamericanos. 2ª edición de NEXT BANK BOGOTÁ [web] [intro]

¿Dónde nacen las grandes ideas? [web] [intro]

Pensar en pequeño para hacer que las cosas empiecen a moverse y las personas a contribuir [web] [intro]



Idées et innovations

Une idée pour le Québec : l’innovation [web] [intro]

Lotfi Halfaoui: «Il n’y a pas de volontarisme politique fort pour la réindustrialisation» [web] [intro]

Innovation frugale une ambition Indienne, une opportunité mondiale [web] [intro]

Projet FRED (Fabrication Rapide & Éco-Design) [web] [intro]



Ideas and innovations

2014 Ideas and Innovations Conference [web] [intro]

Government of India (Ministry of Rural Development - Ministry of Panchayati Raj - Ministry of Drinking Water and Sanitation): Bank of Ideas & Innovations [web] [intro]

When new ideas breed new losers [web] [intro]

Dubai may be a better example for a peaceful, cohesive Iraq than more bombs. It is the economy that unites people [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/09/12

Gestão de ideias para inovação: transformando a criatividade em soluções práticas



Pietra Borchardt e Glicia Vieira dos Santos: «Gestão de ideias para inovação: transformando a criatividade em soluções práticas»
Revista de Administração e Inovação (RAI), v. 11, n.1, jan./mar. 2014.
Brasil


«O Bandes [Banco de Desarrollo Económico y Social, do Brasil, neste caso] possui uma gerência que se dedica à inovação, a Gerência de Inovação Institucional (Gerin). Tal gerência coordena um programa cujo objetivo é captar ideias dos colaboradores, visando inovar em produtos, serviços e processos internos do Bandes. A ferramenta utilizada para isso, o Banco de Ideias, é o objeto de estudo desta pesquisa. [...] A pesquisa buscou compreender o modelo de geração de ideias utilizado pelo Bandes. [...] A principal dificuldade para implantar ideias nesta organização refere-se à disputa pelo tempo dos colaboradores, já que estes têm de se dividir entre as metas negociadas com suas gerências e a implantação das ideias. A ausência de procedimentos padronizados e de uma equipe de implantação mais proativa e comprometida com os resultados do programa também figura entre os pontos que necessitam de atenção. Os conflitos entre projetos de melhoria e metas individuais/coletivas de trabalho precisam ser minimizados. [...] O processo de gestão da inovação (processos, ferramentas e rotinas) da organização estudada encontra-se em fase de sistematização e aprendizado. Atualmente, os principais resultados são as melhorias e as inovações incrementais, como as ocorridas em processos e incremento de linhas de financiamento.»





2014/09/11

As Competências dos Inovadores



Felipe Scherer (Sócio da consultoria Innoscience): «As Competências dos Inovadores»
via Exame
Brasil


«Por mais de oito anos de pesquisas e entrevistas com quase 1000 executivos e empreendedores de sucesso, Jeff Dyer, Hal Gregersen e Clayton M. Christensen chegaram a conclusão que existe um conjunto de características que distingue os profissionais inovadores. Para eles, o DNA dos Inovadores é complementado por competências de descoberta e execução. As 5 competências de descoberta cumprem um papel importante nas fase iniciais do processo de inovação, o que chamamos do “front end” do processo de inovação [...]: Questionar [...] Observar [...] Trabalhar em Rede [...] Experimentar [...] Associar [...] As competências de descoberta devem ser complementadas com as competências de execução. São as competências necessárias para transformar as novas ideias em realidade: Analisar [...] Planejamento [...] Orientação aos detalhes [...] Auto disciplina.»






2014/09/10

«Inovação social: perspectivas e desafios»



Douglas Paulesky Juliani, Jordan Paulesky Juliani, João Artur de Souza, Eliza Malucelli Harger: «Inovação social: perspectivas e desafios»
Espacios, vol. 35, n.º 5, 2014
Brasil


«A ideia de inovação voltada exclusivamente para atender a competitividade do mercado tem perdido importância frente a uma proposta socialmente reconhecida que visa e gera mudança social, a inovação social. Esta inovação busca a resolução de problemas sociais e a melhoria da qualidade de vida da sociedade. [...] [Neste trabalho] Constatou-se o poder da inovação social como alternativa para resolver os problemas sociais, a atualidade do tema e a fragilidade da área no Brasil. Ademais, demanda-se de um aprofundamento conceitual dos processos, métodos e técnicas a fim de potencializar o desenvolvimento de pesquisas científicas básicas e aplicadas. Por fim, sugere-se desenvolver pesquisas no formato de relato de experiência para compreender quais ferramentas e como aplicá-las em cada processo da inovação social.»






2014/09/09

«Inovação, Ideia ou Invenção?»



Luiz Eduardo Serafim (Head de Marketing | 3M do Brasil): «Inovação, Ideia ou Invenção?»
Portal Endeavor
Brasil


«A inovação acontece quando adotamos um produto ou serviço porque percebemos que eles melhoram nossas experiências, nos tornam mais produtivos, e nos fazem sentir melhor. Algumas empresas ficam pelo caminho, focadas no que sabem fazer, sem acompanhar mudanças nos comportamentos e expectativas dos clientes. Inovação é este processo de transformar uma idéia diferenciada em oferta real, precificada, comunicada e disponibilizada ao público-alvo, atendendo as necessidades dos clientes com maior valor percebido em relação às alternativas existentes. E claro, trazendo resultado para a empresa.»





2014/09/08

«Newsletter L&I» (n.º 20, 2014-09-08)



Micro-emprendedores e inovação (Brasil)

Microempresa Agrocon - Cerâmica Vegetal [web] [L&I]

«A história do Pedro Cascaes Filho e a sua luta a favor da micro e pequena empresa» [web] [L&I]

Empreendedorismo e sistemas de inovação: como superar os desafios brasileiros [web] [L&I]

Bom empreendedor é aquele que pensa grande, mas age como pequeno [web] [L&I]



Micro-emprendedores e inovação (Portugal, África lusófona)

[Ignite#52] Rui Pinheiro - O bichinho do empreendedorismo! [web] [L&I]

«Associação Industrial Portuguesa promove empreendedorismo» [web] [L&I]

«Empreendedorismo em Portugal» [web] [L&I]

Empreendedorismo Low Cost em tempo de Crise [web] [L&I]



Innovadores en la microempresa

#MITinnovadores35 - Premiación Innovadores menores de 35 México 2014 [web] [L&I]

«Emprendedurismo social, los pasos no escritos» [web] [L&I]

Internet, la mano derecha de los microempresarios [web] [L&I]

Emprendedurismo [web] [L&I]



Innovateurs et micro-entreprises

African Enterprise Malawi Team Leader Enock Phiri at PCEA Kariobangi South [web] [L&I]

«Aliko Dangote - Portrait de l'homme le plus riche d'Afrique» [web] [L&I]

Nuits de l'Entrepreneuriat 2014 ESSEC BBA [web] [L&I]

Présentation: Damien Stevens, chef d'entreprise d'une PME [web] [L&I]



Innovators and micro-enterprises

Our Approach to Innovation Is Dead Wrong | Diana Kander | TEDxKC [web] [L&I]

«David Cameron discusses home-based businesses and entrepreneurs» [web] [L&I]

Perspectives on Africa - 4 young entrepreneurs talk about Africa, Youth and Entrepreneurship [web] [L&I]

Story of a Micro-Entrepreneur (Nanduben) from India [web] [L&I]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/09/01

«Newsletter L&I» (n.º 19, 2014-09-01)



Microempresa inovadora (Brasil)

BNDES MPME Inovadora - Programa BNDES de Apoio a Micro, Pequena e Média Empresa Inovadora [web] [intro]

Programa de Apoio à Gestão de Negócios Inovadores (Pro Inovar) [web] [intro]

Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (PROCOMPI) [web] [intro]

TECNOVA [web] [intro]



Microempresa inovadora (Portugal, África lusófona)

Centro de Empresas e Inovação da Madeira (CEIM / BIC Madeira) [web] [intro]

Elevada proporção de PME’s e inexistência de capacidades empreendedoras suficientes [web] [intro]

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas (SIALM) [web] [intro]

Projeto RUR@L INOV - Inovar em Meio Rural (Inquérito à inovação nas áreas rurais portuguesas) [web] [intro]



Microempresa innovadora

Programa BA Innova [web] [intro]

Aprenda, Instituto de la Microempresa del Grupo ACP [web] [intro]

Política Nacional de Emprendimiento de El Salvador [web] [intro]

eGoverment: Mejora de la Competitividad de la Micropyme - InnovaTIC [web] [intro]



Micro-entreprise innovante

Programme de Promotion de l'Entrepreneuriat des Jeunes (PPEJ) [web] [intro]

La Banque islamique de développement (BID) finance des micro-projets de 1.128 femmes de la communauté rurale de Touba Fall, Département de Mbacké, Sénégal [web] [intro]

Pour le défi des micro-sociétés: Bitoubi. Troisième édition du salon lausannois [web] [intro]

Fin 2012, une partie des microentreprises reste à l’écart des TIC (Enquêtes TIC 2012 et TIC-TPE 2012) [web] [intro]



Innovative micro-enterprise

The Filipino work spirit of bayanihan (teamwork) [web] [intro]

Start & Improve Your Business (SIYB) Programme [web] [intro]

Community Development Block Grant (CDBG) Program [web] [intro]

Microfinance as a Catalyst for Industry and SME Growth (Panel discussion during the Asia Microfinance Forum - Shanghai, 4-8 August 2014) [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional